Levantamento da consultoria IDados indica que 52,1 milhões dos empregos no Brasil podem ser substituídos por robôs nos próximos 10 a 20 anos. A informação foi publicada nesta 5ª feira (3.out.2019) pelo jornal Valor Econômico.

O estudo contabiliza essa quantidade de vagas em empregos com “risco alto” (mais que 70% de chance) de serem automatizados nas próximas décadas. O número equivale a mais da metade dos postos no país.

Classificação

Os postos que mais correm risco, segundo o Valor, são especialmente aqueles que não exigem criatividade e originalidade para serem preenchidos. Entre as profissões ameaçadas estão: condutor de automóveis, que deve ser substituída por carros autônomos; cobradores de ônibus; entrevistadores de pesquisa de mercado; garçons e balconistas de serviços de alimentação.

Os empregos mais resistentes à automação são os que exigem criatividade ou habilidades socioemocionais, como psicólogos, advogados, veterinários, gerentes de hotéis e engenheiros químicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here